Corrente do Amor: professor de dança adota aluna que queria ter um pai

O nascimento de uma criança desperta um sentimento de cuidado e carinho em muitas pessoas ao seu redor: mães, irmãos, avós, padrinhos, amigos, educadores…Para homenagear e compartilhar histórias daqueles que fazem a diferença pelos nossos pequenos lançamos a Campanha Corrente do Amor. Hoje nós vamos apresentar uma pessoa muito especial: Rubiélson Medeiros, o professor de dança que adotou sua aluna que queria ter um pai.

Corrente do Amor: professor de dança adota aluna que queria ter um pai

Natural de Sapucaia do Sul (RS) e moradora de Canoas (RS), depois de perder sua mãe muito nova, Samara Medeiros e seus quatro irmãos passaram por diferente lares. Ela conta que morou em tudo que é lugar, passou fome, frio, ficou fora escola muitos anos e enfrentou preconceitos por ser pobre, negra e não ter mãe. Seu pai biológico teve dificuldades e ela e os irmãos em uma ocasião chegaram a ser recolhidos pelos serviços sociais do Estado. Entre essas mudanças em sua vida, aos 8 anos a segurança que ela procurava encontrou em Rubi, o professor do projeto social que funcionava do outro lado da rua.

Coreógrafo e bailarino, Rubiélson Medeiros oferecia toda atenção que a pequena buscava. Ensinava passos dança, a abraçava e sempre perguntava se ela seguia indo à escola e se estava tudo bem. Samara conta que ao se sentir acolhida por Rubi pediu a ele que a adotasse, mas ele, como professor, tentava driblar seu pedido, explicando que ela tinha família, e que as coisas não eram tão simples assim.

Quando o Conselho Tutelar batia em sua porta e o clima ficava tenso Samara voltava a pedir ao professor, porém a assistente social do projeto de dança o orientava a não alimentar o assunto. Após ser expulsa de casa pela família da namorada de seu pai biológico, foi morar com seus irmãos em São Leopoldo (RS) onde passou por momentos difíceis.

Aos 11 anos retornou a Canoas e decidiu voltar a procurar o professor. E o dia tão esperado chegou: ele aceitou ser pai da estudante que hoje está com 17 anos e deu a ela mais uma irmã, também adotada. Hoje eles formam uma família e além muito de amor e um lar para morar, Samara tem sonhos e perspectivas para seu futuro. “Trabalho, estudo, tenho uma gata linda chamada Mel, estou começando a fazer meu passaporte, pretendo cursar Psicologia e continuar a dançar, sempre. Pois meu pai é a dança, e foi pela dança que hoje eu estou aqui”.

Corrente do Amor: professor de dança adota aluna que queria ter um pai

Que história mais inspiradora, né gente? Além desse exemplo lindo do professor de dança, muitas outras pessoas fazem parte da Corrente do Amor. Leia também:

>> Casal decide adotar os seis filhos da amiga que morreu de câncer

>> Menino de 11 anos dá aulas de yoga e doa tudo o que ganha para ajudar crianças com câncer

>> Mãe e seus 6 filhos doam mais de 5 metros de cabelos

E você?

Tem também uma história inspiradora para dividir com a gente? É bem fácil, olha: Passo 1: pense na história de alguém que tem amor pela criança; Passo 2: poste essa história nas redes sociais da Brandili com a #CorrentedoAmorBrandili ou aqui nos comentários do blog; Passo 3: pronto, você já está participando! As histórias mais emocionantes serão transformadas em animações, que serão exibidas em todo o Brasil.

Esperamos contar com a sua história aqui, quanto mais pessoas maior será a corrente do amor <3

Imagens: Reprodução | Mais informações: Só Notícia Boa

Equipe Brandili

Escrito por Equipe Brandili

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Comente!