Páscoa e seus significados afetivos – Por Chris Flores

O que vem à sua mente quando dizem a palavra “Páscoa”? Acho engraçado porque apesar de eu ter filho, me lembro da minha infância. É algo tão marcante na minha vida que guardo no melhor lugar do meu coração. Não me vem à cabeça chocolate, bacalhau ou qualquer símbolo religioso. O que está viva em minha memória é um estado de espírito, a diversão e a união da família que a busca pelos ovos gerava e o que isso ganhou em significado de amor para mim.

Eu, meus pais, irmão, primos, tios, avós e agregados íamos sempre para uma casa na praia para passar o feriado de Páscoa. Na noite anterior, mal dormíamos, tinha sempre uma dor de barriga, uma ansiedade que tomava conta de nós, crianças. Será que o coelho viria? Onde ele esconderia os ovos? Por que ele não podia ficar com a gente, se o achávamos tão fofinho? Sempre tentávamos ficar acordados para flagrar o espertalhão deixando suas pegadas e doces pela casa. Mas o sono vencia e logo cedo, já estávamos em pé para ver o resultado de sua visita. Não me recordo do tamanho dos ovos, da cor da embalagem nem se eram gostosos. Só penso em todos ainda de pijama e camisola, correndo pelo jardim, dando muitas risadas, brincando de pega-pega e esconde-esconde, como numa grande gincana. Ali, todos esqueciam suas idades, diferenças, seus problemas, seu passado. Vivíamos o momento, todos voltavam a ser criança, se ajudando com grande generosidade, numa verdadeira demonstração de respeito.

Depois desse momento mágico, era como se um arco-íris da verdadeira amizade brotasse em nós. Tomávamos um delicioso café da manhã juntos, íamos para a praia curtir, agíamos com mais empatia, e esse dia se tornava único. Realmente uma data em que a gente olhava no olho do outro buscando ver a alma, que as conversas adotavam palavras doces. Tentei passar essa sensação para o meu filho, resgatar esses sentimentos. Não sei se consegui. Espero que de alguma maneira ele tenha percebido, assim como eu, que tudo isso não é apenas uma procura de um ninho cheio de ovos. E não há problema em gostamos de comer chocolate, em esperar por coelhos, ou termos fé no significado da Páscoa cristã ou judaica, que relaciona-se com a esperança de uma vida nova. O importante é entender que essa é uma data para a gente se renovar buscando ser uma pessoa melhor e mantendo viva a pureza da infância. Que este espírito permaneça vivo em nós todos os dias do ano!

Ah, junte todas as palavras grifadas e forme uma única: PÁSCOA! Aliás, FELIZ PÁSCOA!

Comente!

Assuntos Relacionados