“Meu filho é autista. E agora?” por Juli Lanser

Abril é considerado o Mês Azul devido a conscientização do Autismo. Instituído pela ONU, o mês tem como objetivo difundir informações, disseminar inclusão e assim reduzir o preconceito sobre o transtorno. O autismo é um transtorno neurológico caracterizado pelo comprometimento da interação social, comunicação verbal e não verbal e dos comportamentos restritos e repetitivos. Diagnosticar o transtorno não é uma tarefa fácil e demanda uma equipe multidisciplinar além de neuropediatras/neurologista ou psiquiatra. Por ser um amplo espectro não existe uma criança autista igual a outra.

Para falar sobre esse tema importante, chamamos uma mãe que virou especialista do autismo do seu filho: a blogueira e palestrante Juli Lanser. Neste mês, ela está nos trazendo dicas, informações relevantes e compartilhando suas experiências com o seu filho, o pequeno Rafa, que foi diagnosticado com o transtorno em 2015. Confira a seguir o segundo artigo escrito por ela. <3

Meu filho é autista. E agora?

Ao receber o diagnóstico de autismo sentimos um misto de medo do desconhecido com dúvidas gigantes, e foi vivenciando isso dentro do meu lar que resolvi compartilhar as melhores dicas que recebi e apliquei por aqui:

O que mais escutamos e acabamos decorando é: O autismo é um transtorno neurológico que afeta a interação social, comunicação verbal e não verbal e comportamentos restritos e repetitivos… Mas, saiba que é apenas uma particularidade do seu filho e não tudo que ele realmente é. Aceitar o diagnóstico pode ser algo imediato ou até levar um tempo, respeite esse tempo e o seu sentir quanto a isso, mas lembre-se que a aceitação é o primeiro passo para o bom desenvolvimento do seu filho.

Uma maneira interessante e importante para se fortalecer nesta jornada é conhecer famílias que vivenciam e compartilham suas experiências, afinal quando conhecemos realidades próximas a nossa fica mais fácil se inspirar, trocar experiências e dicas.
Estude, pesquise, conheça um pouco de todos os tratamentos disponíveis para autistas, mas tenha sempre bom senso e filtre essas informações, para que assim possas encontrar o tratamento que mais se adequa a sua família e necessidades do seu filho.

Conheça o AUTISMO do seu filho, afinal não existe receitas prontas de sucesso no autismo, afinal cada autista é único e singular nas suas particularidades e sensibilidades.
Acredite e confie no potencial do seu filho, pois com amor, encorajamento, motivação e
terapias adequadas ele pode chegar na sua melhor versão.
Tenha resiliência, pois isso te dará tranquilidade em meio as adversidades e possíveis
preconceitos. Tenha paciência e persistência para ensinar e desenvolver seu filho, e isso levará tempo, várias tentativas, erros, muitos acertos e vitórias… Confie na sua intuição!
Lembre-se de não esquecer de você, CUIDE-SE, você só poderá se doar ao seu filho se você estiver bem… Tire um tempo para você!

E por fim, tenha BOM HUMOR pois ele contagia, abre portas, ilumina o dia de todos e nos mantêm positivos em meio as adversidades.

Abraço
Juli Lanser Mayer

Comente!