Celebridades que criam seus filhos livres de padrões de gêneros

Se tem um tema muito abordado no momento são os padrões de gênero: a definição e diferenciação do que é coisa de menina e de menino. Na moda, já nasceu, inclusive, o termo/movimento genderless, que significa sem gêneros, que se consolidou quando o estilo masculino começou a se misturar com o feminino. O resultado disso, foi um mundo fashion entrando em ebulição, cada vez mais criativo.

Leia também: Ação estimula crianças a terem uma visão livre de estereótipos

Alguns formadores de opinião já se posicionaram sobre o assunto a favor dessa descontração de estereótipos. Eles optaram ser pais de forma neutra em relação a esses padrões impostos pela sociedade, deixando que seus filhos escolham a forma como querem se expressar, a roupa que querem vestir, como querem cortar o seu cabelo… Veja quais são os famosos que criam seus pequenos para que eles sejam confiantes e não liguem para rótulos.

1. Angelina Jolie e Brad Pitt

Celebridades que criam seus filhos livres de padrões de gêneros

A filha de Angelina Jolie e Brad Pitt, Shiloh Jolie Pitt, foi a um evento público com um visual mais masculino. Há um tempo, Angelina se manifestou à revista Vanity Fair dizendo que ela e Brad não têm problemas com o estilo e a aparência da garota.

2. P!nk

Celebridades que criam seus filhos livres de padrões de gêneros

Outra celebridade que defende a quebra de padrões é a cantora pop P!nk, que já alegou que cria os dois filhos, Willow e Jameson, sem distinções de gênero.

3. Olivia Wilde

Celebridades que criam seus filhos livres de padrões de gêneros

A atriz Olivia Wilde já disse publicamente que não acha importante que seus filhos façam distinções entre atividades, livros ou qualquer coisa destinada a “meninos” ou “meninas”.

4. Jada Smith

Celebridades que criam seus filhos livres de padrões de gêneros

Jada Smith, esposa de Will Smith, contou que apoio seu filho Jaden Smith quando ele foi convidado para participar da campanha feminina da Louis Vitton – que pautava a moda genderless.

Muito legal, né gente?

Respeitar as escolhas e deixar os pequenos livres é fundamental para que todos cresçam confiantes. Não é coisa de menino, nem de menina. É coisa de criança!

Via: Revista Cláudia 
Imagens: Reprodução Instagram

Equipe Brandili

Escrito por Equipe Brandili

A Brandili é muito mais do que uma fábrica de roupas, é uma empresa que trabalha com amor, carinho e muita dedicação.

Comente!